A queda de cabelo é um problema que atinge milhões de homens e mulheres em todo o mundo. É preciso saber diferenciar a queda de cabelo normal, que é provocada pela renovação natural dos fios, da queda anormal e exagerada, que pode estar relacionada com problemas de saúde ou cuidados inadequados. Os homens, em geral, são mais afetados pela calvície, que pode ser progressiva, ou alopecia androgenética. Já as mulheres, sofrem mais com problemas fisiológicos e até mesmo psicológicos, levando à queda periódica das madeixas. Sem falar no frequente abuso nos produtos químicos como tinturas, e agressores como a chapinha.

Independente de qualquer problema, cerca de 50 a 100 fios de cabelos caem todos os dias, o que não é muito se considerarmos que temos aproximadamente 100 mil fios. Porém, quando ultrapassa essa média, é bom investigar quais são as possíveis causas e se cuidar. Claro que ninguém vai ficar contando quantos fios caíram, mas você pode sentir esse aumento conforme o volume de fios que ficam no ralo após o banho, na escova e também no travesseiro.

As causas para a queda exagerada dos fios podem ser variadas, desde psicológicas até deficiências de nutrientes, vitaminas e hormônios, ou pelo uso de algumas classes de medicamentos. Além disso, a época do ano também pode influenciar. Segundo estudos, o outono e o verão são as épocas em que as pessoas mais se queixam do problema. São várias as teorias para esse fato: no outono, nosso organismo acelera o processo de renovação capilar para que, no inverno, cresçam mais cabelos. Isso segue uma lógica da natureza, onde os animais ganham mais pelos para se proteger do frio. No verão, o sol intenso reduz a hidratação dos fios e aumenta a inflamação dos folículos; o suor e o estresse também ajudam a piorar o quadro. Outra alternativa é que, no verão, a produção de melatonina, hormônio regulador do sono, é reduzida devido aos dias serem mais longos (maior tempo de exposição à luz solar), o que enfraquece os fios.

Mitos e remédios caseiros para diminuir a queda existem muitos, como a aplicação de chás e extratos como a babosa no couro cabeludo. Mas o melhor realmente é sempre buscar pelo auxílio especializado de um médico dermatologista, que poderá avaliar criteriosamente as possíveis causas e indicar o melhor tratamento.

Mas ainda melhor do que tratar, é sempre se prevenir. Evite banhos muito quentes, pois o calor enfraquece os fios deixando-os quebradiços. Dormir com o cabelo molhado pode contribuir para a proliferação de fungos no couro cabeludo, além de deixa-lo mais propenso a quebras em contato com o travesseiro. Cuidado ao prender o cabelo, para não provocar a ruptura dos fios; opte por acessórios de tecidos suaves e não tensione demais. Ao secar os cabelos, não abuse da temperatura do secador e deixe-o a uma distância de 15 centímetros dos cabelos, principalmente nas extremidades, e cuidado com as chapinhas! A escolha certa de produtos para higienizar e hidratar os fios também é muito importante!

 

 

Além dos cuidados, é imprescindível ter uma alimentação balanceada, rica em vitaminas e minerais, fibras e ingerir bastante água. O uso de suplementos naturais, que vão fortalecer o organismo, também é uma ótima alternativa para manter os fios sempre saudáveis. BioSil™ é um produto exclusivo composto de silício orgânico, totalmente estabilizado, um mineral essencial para a nossa saúde, que tem a capacidade de estimular o organismo a produzir mais e com mais qualidade proteínas como o colágeno, queratina e elastina, essenciais para a saúde e fortalecimento dos cabelos. Dessa forma, ele melhora não só os fios, mas também pele, unhas, e até ossos e articulações. Isso acontece porque BioSil™ é o único com a tecnologia ch-OSA™, que garante a estabilidade da molécula desde a sua ingestão até a total absorção pelo nosso corpo, atuando assim diretamente sobre os fibroblastos – células produtoras de colágeno – aumentando sua atividade.

 

Converse com seu médico ou nutricionista e conheça o BioSil™!